CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA (CMI)

Um método inovador e vantajoso para o seu animal de estimação

O que é?

A laparoscopia é uma técnica cirúrgica minimamente invasiva que consiste na introdução de câmaras e instrumentos cirúrgicos através de pequenas incisões (1-2cm) numa cavidade corporal (tórax ou abdómen por exemplo) permitindo ao cirurgião examinar com detalhe os órgãos e outras estruturas internas sem abrir a cavidade, sob anestesia geral.

Quais as vantagens em relação às restantes cirurgias? O recente desenvolvimento da cirurgia minimamente invasiva revolucionou o campo da cirurgia. Os seus principais benefícios em relação às cirurgias convencionais incluem:

  • Incisões cirúrgicas menores
  • Menos dor
  • Tempo de recuperação mais rápido
  • Menor risco de infeção
  • Cicatrizes de menor tamanho

Um meio de diagnóstico versátil

A cirurgia minimamente invasiva pode ser utilizada como meio de diagnóstico mas também como meio de tratamento. O diagnóstico por laparoscopia é utilizado como método para obter biópsias de fígado, pâncreas, rim, baço, pulmão, gânglios e tumores. A laparoscopia é também usada em oncologia para diagnosticar o estádio e a extensão da malignidade de tumores primários ou metástases, ou ainda para diagnosticar causas de efusão abdominal ou torácica.

Que tipo de cirurgias se podem efectuar por este método?

Existem inúmeros procedimentos cirúrgicos que podem ser realizados de forma minimamente invasiva tais como:

  • Gastropexias profilácticas -prevenção contra a dilatação aguda do estômago, associada a sua torção);
  • Pericardiectomia -remoção de uma parte ou de todo o pericárdio
  • Remoção de corpos estranhos gástricos.
  • Artroscopia (articulações) tem como principais aplicações o tratamento da osteocondrose (OCD), tenosinovite bicipital, fragmentação do processo coronóide (FPC) ou lesões de menisco.
  • Ovariohisterectomia / Orquiectomia intra-abdominal – técnicas de esterilização de fêmeas e machos, respectivamente.

A Esterilização por Cirurgia minimamente invasiva

A esterilização por cirurgia laparoscópica é feita através de 2-3 pequenos orifícios na parede abdominal com cerca de 1 cm cada um. O ligamento do ovário não tem que ser puxado e em vez de ligado, é cauterizado e cortado com um instrumento cirúrgico próprio para o efeito. O sangramento é por isso mínimo.

Esta técnica é vantajosa?

Em relação à técnica de castração convencional apresenta como vantagens:

  • Menor incisão
  • Menos trauma dos tecidos
  • Menos dor
  • Melhor Recuperação
  • Melhor resultado estético

Se o meu animal for operado, o que devo esperar?

A primeira coisa que vai notar é que a castração por laparoscopia tem duas ou três incisões muito pequenas (cerca de 1 cm), mas uma área maior de pêlo rapado. Esta área é necessária para que o cirurgião possa trabalhar num campo cirúrgico estéril.
Depois da cirurgia, o seu animal poderá estar mais quieto que o normal devido à anestesia. Embora a cirurgia por laparoscopia seja menos invasiva e desconfortável, a sua cadela irá para casa com alguma medicação para tomar durante os dias seguintes. Normalmente, os nossos pacientes estão de volta ao normal no dia seguinte, mas será aconselhado mantê-los em repouso mais alguns dias.

 

Artigo por:

Onevet Group

 

 

Logo Footer

O serviço Saúde Animal 24 é uma linha telefónica de apoio veterinário a funcionar 24 horas por dia....Saiba mais

NEWSLETTER

EMAIL
Nome
Apelido
SIGA-NOS