Golpe de Calor

Com as temperaturas mais elevadas e apelativas passamos mais tempo fora de casa e queremos que os nossos patudos nos acompanhem, porém devemos ter em atenção alguns aspectos importantes para que não sejam submetidos a situações de calor intenso que nos possam passar despercebidas.

Devemos lembrar-nos que os animais não transpiram como nós e para manter a temperatura corporal, os cães e os gatos geralmente procuram superfícies frias ou locais à sombra. Quando não é possível, tentam baixar a temperatura através da respiração que se torna ofegante (começam a arfar). No entanto este mecanismo de arrefecimento não é suficiente, e nos dias de temperatura elevada podem sofrer um golpe de calor.

O golpe de calor é uma situação de emergência médica em há um aumento marcado e prolongado da temperatura corporal, secundário à exposição excessiva ao calor e que pode ser fatal se não for tratada imediatamente.

Os animais muito jovens, seniores, raças braquicefálicas (focinho achatado), animais com o pêlo comprido ou pelo muito espesso, com excesso de peso ou com problemas vasculares, cardíacos ou respiratórios são mais susceptíveis a serem afectados pelo golpe de calor.

Se o seu animal esteve exposto ao sol, temperaturas elevadas ou fechado num local quente, deve ter em atenção estes sinais de alerta:

. Salivação excessiva

. Temperatura corporal elevada (acima dos 39.2º)

. Respiração ofegante e ruidosa

. Pele muito quente

. Frequência cardíaca aumentada

. Desorientação

. Fraqueza muscular, cansaço ou apatia

. À medida que a situação progride podem ocorrer vómitos, diarreia, descoordenação, convulsões e colapso

 

Se suspeitar que o seu animal está a sofrer um golpe de calor ligue 760 450 911 para ajudarmos a interpretar os sinais de alerta e a prestar os primeiros socorros até se dirigir ao Médico Veterinário ou dirija-se imediatamente ao Médico Veterinário.
Para diminuir o risco do seu animal ser afectado por um golpe de calor, deixamos algumas dicas:

− Ter sempre disponível água limpa e fresca (a água deve ser trocada pelo menos duas vezes ao dia)

− Manter a circulação de ar ou ventilação nos locais onde deixa o seu animal de estimação

− Disponibilizar sempre sombra nos locais de descanso

− Nunca deixar o animal sozinho no carro ao sol ou com as janelas fechadas

– As viagens devem ser realizadas nas horas de menos calor e as janelas devem ir abertas para circular o ar ou manter o ar condicionado ligado (apesar destes cuidados devem efectuar-se paragens no mínimo de 2 em 2 horas para oferecer um pouco de água fresca)

− Nunca deixar o animal preso ao sol (sem possibilidade de se deitar à sombra).

− Não exercitar o animal nas horas de maior calor (11h às 17h) nem após as refeições

– Reduzir o percurso dos passeios

– Cães que necessitem de açaime, devem usar um que permita ter a boca aberta

 

Quando a solução não estiver aqui, está lá!: 760 450 911

Logo Footer

O serviço Saúde Animal 24 é uma linha telefónica de apoio veterinário a funcionar 24 horas por dia....Saiba mais

NEWSLETTER

EMAIL
Nome
Apelido
SIGA-NOS