Medicinas Complementares

Medicinas Complementares

1. Homeopatia = Homeo (semelhante) + Phatos (doença) » semelhante à doença.

Medicina Complementar com mais de 200 anos, fundada pelo Dr. Samuel Hahnemann, médico alemão, que visa tratar o paciente como um todo, para além da doença. Para Hahnemann, era necessário tratar o paciente e não a doença, assim como a causa, em vez dos efeitos.

Os medicamentos homeopáticos são naturais, de origem animal, vegetal, mineral ou de fluidos biológicos e altamente diluídos para actuarem a nível da informação celular, sem causar efeitos secundários.

Cada caso clínico é analisado (é repertorizado) baseando-se nos sintomas físicos, mentais e emocionais do paciente, sendo então cada tratamento individualizado e específico para cada animal, de acordo com as suas características.

Como a sua definição o indica, “Homeopatia = semelhante à doença” significa de modo simplista, que uma substância em estado puro, capaz de provocar certos sintomas num indivíduo saudável, faz com que esses mesmos sintomas desapareçam quando dada sob a forma altamente diluída, a um indivíduo doente.
Objectivo » Equilibrar a Energia Vital do paciente, recorrendo ao medicamento homeopático correcto, obtido após um estudo do caso, para que o próprio organismo elimine a doença.

É um acto médico e podemos recorrer à Homeopatia em todos os tipos de doenças, sejam elas agudas ou crónicas, físicas, mentais ou emocionais.
Exemplos: Epilepsia, problemas respiratórios, dermatológicos, genito-urinários, comportamentais, oncológicos entre outros.

A experimentação de todos os medicamentos homeopáticos é feita em pessoas que podem descrever em pleno todos os sintomas e não se utilizam animais ou células para a sua testagem; existem mais de 4.000 medicamentos homeopáticos testados e estudados.

Vantagens:

– Feita por um Profissional especializado;
– Não é tóxica nem cria dependência; animais não têm efeito placebo;
– Dada a cães, gatos e animais exóticos;
– Fácil administração oral ou na água de bebida;
– Baixo custo financeiro;
– Reduz a necessidade de medicamentos químicos em determinadas doenças e aumenta a eficiência terapêutica.

2. Florais de Bach

Medicina Complementar desenvolvida pelo Dr. Edward Bach, que estudou inicialmente Homeopatia com o Dr. Hahnemann e que desenvolveu, o que poderíamos citar como um “ramo” da homeopatia, em que o tratamento para determinados estados mentais e emocionais é feito com Essências Florais.

Os princípios deste tratamento são semelhantes aos da Homeopatia e a pesquisa de Bach levou-o a concluir que os estados mentais positivos e saudáveis poderiam ser restituídos pelas energias encontradas em certas plantas, árvores, arbustos florescentes e em determinados tipos de água. Os Florais não são tóxicos e não provocam efeitos colaterais.

Bach estudou 38 Florais, utilizados até à actualidade em pessoas, animais e plantas, sendo que o seu uso terapêutico exige uma observação objectiva, sistemática e cuidadosa do comportamento de cada ser.

As essências florais restauram o equilíbrio e a harmonia da natureza verdadeira dos animais e podem ser utilizadas isoladamente ou em conjunto com outras formas de tratamento.

3. Acupuntura = Acus (agulha) + Puntura (punção) » puncionar com agulha.

Medicina Complementar e um dos ramos da milenar Medicina Tradicional Chinesa.

A Acupuntura, de um modo simplista, poderá ser definida como a ciência onde se trata a doença como um desequilíbrio ou desarmonia no organismo e a forma de resolver o desequilíbrio é insertar agulhas específicas (ultra-finas, não dolorosas, de aço inoxidável e esterilizadas) em pontos determinados do corpo (ditos pontos de acupunctura), os quais cada um tem um nome e diversas funções e estão situados ao longo de linhas de energia, ditas meridianos. Ao insertarmos a agulha cria-se um estímulo que irá levar ao efeito curativo do problema em questão.

Por curiosidade, segundo a Medicina Tradicional Chinesa, a base da saúde é comer, dormir e respirar bem. Quando algo não está bem, o organismo entra em desequilíbrio.

Para chegar a um diagnóstico e eleger um tratamento e os pontos de acupunctura mais indicados para cada caso, é necessário um estudo completo do paciente e saber leis e teorias desta Medicina.

Com a Acupuntura promove-se um reequilíbrio das funções alteradas, reforço do sistema imunitário e controlo da dor, podendo então ser utilizada em situações agudas e crónicas, mentais ou físicas.

Vantagens:
– Feita por um Profissional especializado;
– Não é tóxica nem cria dependência; animais não têm efeito placebo;
– Segura, não-dolorosa; em cães utilizam-se agulhas e nos gatos e animais exóticos laser;
– Alternativa ou complementar à Medicina que trata com químicos;
– Acelera o processo de recuperação quando utlizada com Medicina convencional;
– Sessões semanais adaptadas a cada caso.

Texto por: Dr.ª Vanessa Carvalho

Logo Footer

O serviço Saúde Animal 24 é uma linha telefónica de apoio veterinário a funcionar 24 horas por dia....Saiba mais

NEWSLETTER


EMAIL
Nome
Apelido

SIGA-NOS